roots


Quando eu me for Brasília, quero me lembrar desse calor morno e seco.
Da umidade dos sorrisos, de tantos abraços e amigos.
Quero poder fechar os olhos e contemplar um pôr do sol rosa-alaranjado que de tão grande até suspira.
Quero brincar de tirar fotos dos ipês floridos
Um céu azul sem nuvens, almoços de domingo, cestas na varanda, gargalhadas, do vazio.
Quando eu me for Brasília, te levo comigo.

(by LiLix)
3 Responses
  1. Bea Says:

    lindo Lilix, lindo...


  2. mamy Says:

    E pensar que aquela devoradora de livros aos 7 anos ia se transformar nesse monstro literário, praticamente uma Cora Coralina (sorry, exagero de mãe).

    Exageros a parte, achei lindo querida.

    Um beijo
    Momy


  3. Joana Says:

    hum... lagriminha nos olhinhos...